HomeImprensaNotíciasSimplifica Tocantins é apresentado durante reunião do Femep

Notícias

Simplifica Tocantins é apresentado durante reunião do Femep Destaque

Em reunião do Femep, Simplifica Tocantins é apresentado Em reunião do Femep, Simplifica Tocantins é apresentado divulgação

O Simplifica Tocantins, ferramenta que permite a redução no tempo de abertura, alteração e baixa de empresas, foi apresentado durante a 2ª reunião extraordinária de 2017 do Fórum Estadual de Micro e Pequenas Empresas (Femep). O encontro aconteceu nessa terça-feira, 11, na Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden).

Na ocasião, o vice-presidente da Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucentins), Lasaro Quirino, apresentou dados sobre o funcionamento da ferramenta e as metas para 2017. Atualmente o sistema já está em funcionamento em 71 municípios do Estado e a proposta é alcançar até o fim do ano os munícipios restantes.

O Simplifica Tocantins  faz a integração entre os dados cadastrais da Receita Federal do Brasil e os diversos órgãos Estaduais e Municipais num ambiente seguro e interativo permitindo a redução no tempo de abertura de empresas. Por exemplo, o tempo de registro e legalização de uma empresa pode, no sistema, pode levar de uma hora a até 24 horas para registro, o que antes era feito em mais de dois dias.

Esse sistema é um importante passo no processo desburocratização de abertura de empresas no Estado, e ainda pode gerar impacto positivo na economia em fomentar a formalização de empresas e negócios, permitindo o acesso delas aos incentivos fiscais, financiamentos e outros benefícios voltados ao empresariado.  

O Femep

Busca promover, articular e integrar o Governo e as entidades de apoio e representação, visando assegurar políticas públicas para o desenvolvimento e fortalecimento das micro e pequenas empresas do Tocantins. O Fórum é composto por cinco comitês: comércio exterior; investimento e financiamento; desoneração e desburocratização; tecnologia e inovação; e compras governamentais.

Avalie este item
(0 votos)